TROFÉU JOSÉ FINKEL DE NATAÇÃO 2015 - SÃO PAULO (SP) - DIA 1

TROFÉU JOSÉ FINKEL DE NATAÇÃO 2015 - SÃO PAULO (SP) - DIA 1

JOSÉ FINKEL COMEÇA COM RECORDES DE MANUELLA LYRIO E NICOLAS OLIVEIRA

17/08/2015 - Fonte: CBDA - Na primeira noite de finais do 44º Troféu José Finkel de Natação (seg, 17/8), Manuella Lyrio, do Pinheiros, venceu os 200m livre, superando a australiana Leah Neale, e Nicolas Oliveira, do Minas Tênis, foi o melhor na versão masculina da prova. Ambos bateram os recordes do campeonato. Já Natalia de Luccas, do Corinthians, derrotou a brasileira-espanhola Duane da Rocha Marcé, do Pinheiros, nos 100m costas. A competição vai até sábado, 22/8, e está sendo disputada em São Paulo, no clube Pinheiros.

Ao fim do primeiro dia, a pontuação mostra o anfitrião Pinheiros na frente com 438 pontos, seguido por Minas Tênis (378), Corinthians (302,50), Grêmio Náutico União/RS (172) e Unisanta (162).

Manuella estava muito feliz com a vitória na piscina de seu clube.

- Queria muito esta vitória. Vencer em casa sempre é mais saboroso. E quando digo “em casa” é por enfrentar uma atleta de fora (a australiana Leah Neale, representando o Minas Tênis) como principalmente por competir no meu clube, o Pinheiros – afirmou Manu, que marcou 1m58s65, superando o recorde da competição, que vinha desde 1999, com a russa Nadejda Tchemezova, 1m59s98, que competiu pelo Vasco. A australiana Leah ficou com a prata, 1m58s69, e Larissa Oliveira, companheira de Manu no Pinheiros, terminou em terceiro, 2m00s72.

Já Nicolas voltou a sorrir após não ter gostado de seu desempenho em Toronto e Kazan.

- Definitivamente a natação não é uma ciência exata. No Pan e Mundial não obtive as marcas que desejava, mesmo preparado, raspado e nadando contra grandes adversários. Hoje, talvez inspirado pelo apoio da turma do meu clube, fiz meu melhor tempo da temporada, 1m47s41, e com barba por fazer – disse o nadador, que ainda completou “não sou mais tão moço, estou no meu 12º ano consecutivo em seleção brasileira e pela primeira vez nos últimos 11 anos, não integrei o revezamento 4x100m livre, o que doeu muito. Mas esta vitória de hoje me motiva a continuar a buscar o sonho olímpico, de disputar uma Olimpíada no meu país, e voltar a participar do time do reveza. O Brasil tem tudo pra disputar medalha não só neste revezamento como nos demais”. Leonardo de Deus e João Amorim, ambos do Corinthians, vieram a seguir, com 1m49s33 e 1m49s42, respectivamente.

Natalia de Luccas, do Corinthians, que havia feito o quarto tempo das eliminatórias dos 100m costas, surpreendeu a brasileira, radicada na Espanha, Duane Marcé, e venceu em 1m01s57. Duane, do Pinheiros, chegou a seguir, com 1m02s00, e Andrea Berrino, da Unisanta, completou o pódio, com 1m02s76.

Na versão masculina, Guilherme Guido, do Pinheiros, venceu com um ótimo tempo, 53s36. O pódio foi todo do Pinheiros, completado por Henrique Handa Machado, 54s73, e Vítor Guaraldo, 55s03.

Na prova longa dos 1500m livre feminino, Joanna Maranhão, do Pinheiros, superou a recordista brasileira da prova, Poliana Okimoto, que terminou em segundo lugar: 16m31s17 e 16m35s80, respectivamente. O bronze ficou com Viviane Jungblut, do Grêmio Náutico União/RS, 16m42s65.

Nos revezamentos 4x50m livre, vitória do Pinheiros no masculino (1m28s37), com um time de respeito formado por Marcelo Chierighini, Bruno Fratus, Gabriel Santos e Pedro Spajari. O Minas terminou em segundo (1m28s61) e o Corinthians em terceiro (1m29s26). Já no feminino deu Minas Tênis (1m41s61), com as nadadoras Lorrane Ferreira, Daiene Dias, Roberta Albino e Daiane Becker. O Pinheiros terminou em segundo lugar (1m42s44) e o Sesi, com Etiene Medeiros como segundo nome a cair na água, ficou em terceiro (1m42s64).

 

Foto: Manuela Lyrio. Crédito: Divulgação/CBDA



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!