TROFÉU JOSÉ FINKEL DE NATAÇÃO 2015 - SÃO PAULO (SP) - DIA 2

TROFÉU JOSÉ FINKEL DE NATAÇÃO 2015 - SÃO PAULO (SP) - DIA 2

MINAS ASSUME A LIDERANÇA DO FINKEL APÓS RECODE DA AUSTRALIANA TAYLOR McKEOWN

18/08/2015 – Fonte: CBDA - A disputa pelo Finkel 2015 promete ser acirrada. O Pinheiros, maior vencedor da competição, empatado com o Flamengo, com 12 títulos, e o Minas Tênis, atual tetracampeão e detentor de 10 taças no geral estão lutando braçada a braçada. Nas finais da 2ª etapa, nesta 3ª feira, 18/8, a australiana Taylor McKeown não só venceu sua prova, os 200m peito (2m24s09) pelo Minas Tênis, como de quebra marcou um tempo melhor do que o recorde sul-americano (2m27s42, de Carolina Mussi, em 2009), que por razões óbvias não poderá ser homologado, mas o clube ganha o bônus referente à nova marca continental: 70 pontos. O campeonato vai até o próximo sábado, 22 de agosto.

O pódio dos 200m peito feminino ficou cheio. A argentina Julia Sebastian, nadando pela Unisanta, terminou em segundo (2m30s71), e duas brasileiras empataram na terceira posição: Andressa Sango, do Sesi, e Pamela Souza, do Corinthians, ambas com 2m33s16. No masculino, vitória do corinthiano Andreas Mickosz, 2m11s65, que superou o campeão pan-americano da prova e companheiro de clube, Thiago Simon (2m13s10). Henrique Barbosa, recordista sul-americano da prova desde 2009, terminou em terceiro, com 2m14s37.

Nos 100m borboleta masculino, vitória de Henrique Martins, que vem tendo um ano excelente depois de brilhar na Universíade da Coreia. Henrique marcou 52s32, deixando a prata com Lucas Salatta e o bronze com Arthur Mendes, ambos do Corinthians, com 52s72 e 52s89. Na final B da prova, um empate entre dois nadadores medalhistas pan-americanos: Thiago Pereira, do Minas, e Henrique Rodrigues, do Pinheiros, ambos com 54s19.

- Estou com sinusite e dor de garganta e está duro enfrentar esta maratona de provas. Comecei a tomar remédio ontem (seg). Fiquei bem longe dos meus melhores tempos, mas ainda consegui pontuar um pouco pro Minas – disse Thiago. Já Henrique estava muito feliz com a vitória e com a perspectiva de um futuro índice olímpico. 

- Estou fazendo bons tempos nos 100m borboleta, que é minha prioridade, mas não esqueço dos 100m livre também. Nadei na casa dos 48 segundos e, se tivesse feito isto no Maria Lenk, teria entrado no time do Pan pro reveza. Vou lutar muito por uma vaga nos Jogos do Rio - disse Henrique. 

Na versão feminina da prova, Daynara de Paula, do Sesi ganhou em 58s93. O pódio foi completado por Bruna Rocha, do Corinthians (59s59) e Daiene Dias, do Minas (1m00s24).

Nos 1500m livre masculino, outra vitória do Minas Tênis. Miguel Valente fez 15m32s45. Na sequencia, vieram Lucas Kanieski, também do Minas (15m33s88) e Luiz Rogério Arapiraca, da Unisanta (15m35s02).

Minas lidera a competição - O Minas lidera o campeonato após duas etapas com 782 pontos, seguido por Corinthians (590), Pinheiros (510), Unisanta (305), Sesi/SP (237) e Grêmio Náutico União/RS (208). Os demais clubes ainda não atingiram os 60 pontos. Na divisão por sexo, o Corinthians lidera entre os homens com 367 pontos, seguido pelo Minas (365) e Pinheiros (253). No feminino, o clube mineiro está na primeira colocação com 417 pontos, à frente de Pinheiros e Corinthians, com 257 e 223, respectivamente.

 

Foto: A australiana Taylor McKeown, nadando pelo Minas. Crédito: Divulgação/CBDA



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!